Ir para o conteúdo

membrana-de-colageno-no-tratamento-de-lesoes-cartilaginosas-extensas

 

Lesões das cartilagens são comuns e podem ocorrer por vários motivos, normalmente vem do desgaste natural do tempo, ou por algum tipo de atrito ou atividade física muito intensa, ou até um impacto mais sério dos membros.

 

O tratamento dessas lesões é um grande desafio para a medicina atual. Isso se deve, principalmente, ao fato de as cartilagens terem pouca vascularização e divisão celular muito lenta, dificultando os resultados positivos de cura e recuperação.

 

O sucesso no tratamento muitas vezes depende do estado físico do paciente, sua idade, prática de hábitos saudáveis, histórico médico, e fatores como obesidade ou se é fumante.

 

Uma técnica revolucionária para auxiliar o tratamento dessas lesões de cartilagem é a utilização de membranas de colágeno, também conhecidas como Biomembranas.

O que são as membranas de colágeno?

As membranas de colágeno são um material biológico que estimula e melhora a cicatrização da lesão de cartilagem. Elas são sempre de origem animal, como bovina ou suína. Antigamente se achava que as lesões melhorariam espontaneamente com o tempo e ajuda de medicamentos.

 

Com o passar do tempo e pesquisas científicas, os médicos identificaram que esse tipo de lesão possui um componente inflamatório crônico, ou seja, essa lesão não só não consegue melhorar sozinha, como pode inclusive piorar, podendo até ocorrer doenças mais graves, como a artrose.

 

Para se precaver, atualmente o protocolo é cuidar das lesões cartilaginosas o mais rápido possível, para evitar suas complicações e evolução para outras doenças mais graves.

Como as membranas de colágeno são utilizadas no tratamento de lesões?

Esse tipo de tratamento foi homologado recentemente no Brasil, sendo já bem aceito entre a comunidade médica, devido aos resultados predominantemente positivos. Durante o procedimento o cirurgião aborda a lesão cartilaginosa por via aberta, e realiza microperfurações, onde insere a biomembrana.

 

A intensão é que, uma vez a membrana inserida cirurgicamente, seus benefícios já comecem imediatamente, como a estimulação da produção de células-tronco, a transformação em células cartilaginosas, e a fabricação da matriz extracelular rica em colágeno do tipo II.

 

A técnica ainda é recente, principalmente no país, mas estudos estão comprovando que a implantação da membrana de colágeno tem bons resultados na maioria dos casos.

 

Algumas desvantagens dessa técnica é o fato de ser feita cirurgicamente, por meio de via aberta, sendo um tanto invasiva. Outra desvantagem é que, em alguns casos, após determinado tempo os sintomas da lesão voltam a aparecer. Por isso, os pesquisadores estão frequentemente trabalhando para descobrir os motivos de isso acontecer em alguns pacientes, e também aperfeiçoando esse procedimento, para aumentar as chances de sucesso.

 

Apesar de ser um procedimento médico relativamente novo, os resultados obtidos são em geral positivos e a técnica de implantação de membranas de colágeno no tratamento de lesões nas cartilagens é vista com esperança pela comunidade médica e científica.

 

A evolução desse procedimento está interligada com a evolução das pesquisas relacionadas com células-tronco – que ainda é muito limitado no nosso país. Porém, já existe desenvolvimentos para melhorias dessa implantação, como por exemplo, ao invés de se fazer por cirurgia via aberta, a implantação das membranas ser feita por vídeo artroscopia.

 

Saiba mais em nosso Site!

Role para cima